terça-feira, 22 de maio de 2012

Lei proíbe venda e aluguel de vagas

Determinação entra em vigor em todo o país neste domingo (20)
G1
Uma lei que entra em vigor neste domingo (20) proíbe a venda ou
 o aluguel de vagas de garagem para pessoas de fora do
condomínio, conforme mostrou reportagem do Jornal Hoje.

De acordo com o Sindicato Nacional da Habitação, a exceção vale apenas
se a permissão for estabelecida na convenção do prédio. 
Mas, segundo o sindicato, em 95% dos casos essa permissão
não está expressa no documento. E, se os moradores quiserem modificá-lo, 
será necessária aprovação em assembleia.

No condomínio onde Dona Sônia Lessa é síndica são 700 apartamentos
e nenhuma menção na convenção sobre aluguel de vagas de garagem.

"Vamos cumprir a lei. Eu acho que é mais um fator de segurança. 
Então, não havendo essa possibilidade de alugar para pessoas
 de fora, não corremos este tipo de risco. 
Corremos outros, mas este não", disse a síndica.

Outro problema é o chamado "contrato de boca": condôminos que alugam vagas 
para moradores de fora, sem a formalização de um documento de responsabilidade
entre as partes. 
Dona Célia Guerra Peixe é um destes casos. Ela fez um contrato verbal e aluga
sua vaga para um ex-morador do condomínio. Mas, quando a nova lei entrar em vigor, 
seu "inquilino" vai ter que arrumar outro lugar para estacionar o carro.

"No prédio onde ele mora não tem garagem. Então, vai ter que deixar na rua.
Para o inquilino vai ser pior do que para mim. Eu perco R$ 130, não vai 
fazer grande diferença para o meu orçamento, mas para ele vai fazer", 
disse a dona de casa.

E, quanto maior a procura, mais sobem os preços. Em Porto Alegre, o valor de
uma vaga de garagem residencial é, em média, R$ 137 reais. No Rio de Janeiro, 
mais alto ainda: pode custar até R$ 500. Em Salvador, o preço praticado
corresponde entre 30 e 50% do valor da taxa de condomínio.

Nenhum comentário: