domingo, 21 de agosto de 2011

O Brasil vai mal dos dentes!

Dados do Ministério da Saúde apontam que 58% dos brasileiros não fazem uso da escova de dentes e um terço da população nunca fez tratamento dentário.
Atualmente, cerca de 40 milhões de brasileiros já perderam todos os dentes e os números aumentam com a idade. A incidência de casos de doenças periodontais e perda de dentição é muito maior em pessoas acima dos 65 anos. Entre os jovens os números também são alarmantes: 40% dos brasileiros com faixa etária entre 15 e 19 anos já perderam pelo menos um dente e o principal motivo – 93% dos casos, de acordo com o Ministério da Saúde, é a cárie.
As cáries podem ser agravadas, se não tratados no início. “O mais alto grau de consequência desta falta de cuidado é a perda definitiva dos dentes”, completa Dra. Carla Renata Sarni, cirurgiã-dentista e fundadora da rede Sorridents.
Uma das principais justificativas quanto ao tratamento odontológico é o alto custo, mas Carla Renata explica: “os tratamentos acabam se tornando caros, pois as pessoas postergam cada vez mais o início do processo e quando chegam de fato à cadeira do dentista, o que era uma simples cárie se transformou em um canal ou até mesmo em um caso de implante de um novo dente, quando não é possível a recuperação do antigo”.
Algumas das principais doenças bucais
- A periodontite é uma doença infecto-inflamatória que ocorre nas gengivas ou nos tecidos de sustentação dos dentes e pode levar à perda de alguns destes elementos, acúmulo de tártaro e inflamação das estruturas bucais. “O primeiro sinal da doença é o aparecimento do sangramento gengival. Como o progresso da doença não causa dor, o paciente não procura tratamento”, explica a doutora.
- Cárie, pode acontecer a partir do nascimento do primeiro dente e é bastante comum entre crianças e adolescentes, por conta do alto consumo de açúcares. A cárie é caracterizada pelo enfraquecimento da estrutura dental e causa dor e sensibilidade acentuada no dente afetado. Em casos mais graves, o dente ganha tons escuros e surgem odores.
- Gengivite: causada pela placa bacteriana, consiste em uma inflamação dos tecidos gengivais, podendo ser aguda ou crônica.

Doenças bucais comuns podem acarretar problemas e complicações à saúde geral dos pacientes. “Há estudos que comprovam que doenças periodontais e cáries são portas de entrada de bactérias na corrente sanguínea. Quando isso acontece, o paciente fica vulnerável a doenças pulmonares e cardíacas, complicações dos quadros de diabetes e aumento da incidência de nascimento de bebês prematuros ou com sobrepeso. “Tais bactérias apresentam alto grau de atividade e a probabilidade de que causem outros danos à saúde é considerável”, completa.
Para evitar as doenças bucais mais comuns, a Dra. Eliene da Silva Santos (periodontista da Sorridents) recomenda manter a higienização bucal em dia. Para isso, é necessário conhecer as técnicas adequadas para a escovação e uso do fio dental. As visitas periódicas ao dentista para manutenção da limpeza bucal são essenciais.
(Fonte: Idéias & Efeito Assessoria de Comunicação/SIS.SAÚDE)

Nenhum comentário: