quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Câncer e doenças cardíacas

CONSULTA MÉDICA
Crianças que sobrevivem a um câncer apresentam mais riscos de desenvolver doenças do coração quando adultas. Essa é a conclusão de um estudo desenvolvido pela Emory University, em Atlanta, nos Estados Unidos.
Os pesquisadores alertam que a quimioterapia, apesar de seu potencial de salvar vidas, pode aumentar os riscos de doenças cardíacas nos pacientes. Especialistas afirmam que a radioterapia também pode causar problemas futuros.
O estudo, publicado no jornal especializado Cancer Epidemiology, Biomarkers and Prevention, foi realizado com 8.599 pessoas que sobreviveram ao câncer. Durante a pesquisa, essas pessoas foram comparadas a seus irmãos, com quem compartilham parte dos riscos trazidos pelo material genético.
Após a análise, os pesquisadores concluíram que aqueles que sobreviveram a um câncer na infância começaram a desenvolver, por volta dos 32 anos, condições físicas que aumentavam os riscos de doenças cardíacas – idade considerada pelos médicos muito precoce.
Além disso, os sobreviventes apresentavam também duas vezes mais propensão à pressão alta - fator que pode levar a doenças cardíacas - que seus irmãos. Eles apresentavam, ainda, 60% mais chances de desenvolver colesterol alto e 70% mais riscos de desenvolver diabetes.
A recente pesquisa foi publicada após organizações denunciarem que muitos pacientes que sobreviveram ao câncer estavam tendo problemas de saúde, muitas vezes negligenciados pelos médicos. Segundo essas organizações, a situação se agrava na medida em que aumenta o número de pacientes que sobrevivem à doença. Especialistas, no entanto, salientam que é preciso celebrar o fato de que cada vez mais pessoas superam o câncer e reconhecem que é preciso mais atenção aos "efeitos colaterais" do tratamento.

(Fonte: Veja.com)

Nenhum comentário: