quinta-feira, 12 de maio de 2011

As habilidades e atitudes do pensador crítico


Prefiro ser essa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo
Quero dizer agora o oposto do que disse antes.
Raul Seixas, Metamorfose Ambulante.
Pensamento-critico_4 
A maior parte de nosso conhecimento vem do que ouvimos e lemos, muito pouco nasce de nossas experiências pessoais. Vivemos de idéias, convicções e crenças alheias que recebemos de nossos pais, educadores, instrutores, pastores, diretamente ou através do rádio, televisão, cinema, livros, jornais e telas de computadores. Poucas vezes as informações chegam a nós de forma pura, pois vêem carregadas de paixões, interesses, preconceitos e mesmo de desinformação e ignorância.
Temos de respeitar o direito de cada pessoa ter suas opiniões. Mas é muito difícil respeitar uma opinião quando ela é lamentavelmente desinformada, carregada de teorias conspiratórias sem sentido, fortemente influenciada por preconceitos e modismos e tristemente desprovida de razão.
As habilidades do pensador crítico
Os muito crédulos aceitam passivamente opiniões e idéias sem questionamentos. O pensador crítico é uma pessoa que tem a motivação para questionar e procura conhecer as diferenças entre a boa e a má opinião. Para ter sucesso nesta empreitada, além do domínio do processo de pensamento crítico, ele precisa desenvolver algumas habilidades essenciais:
  • Ouvir e ler atentamente.
  • Avaliar argumentos.
  • Procurar e encontrar suposições explícitas ou implícitas.
  • Determinar as conseqüências de uma afirmação.
As atitudes de uma mente aberta e saudavelmente cética
Ele precisa também cultivar algumas atitudes que o mantém alerta para as oportunidades de exercitar seu pensamento crítico, tanto sobre suas opiniões e idéias, como alheias:
  • Preocupação em se tornar e se manter bem informado.
  • Curiosidade em relação a uma grande variedade de assuntos.
  • Mente aberta com relação a pontos de vistas divergentes.
  • Flexibilidade na consideração de alternativas e opiniões.
  • Compreensão das opiniões de outras pessoas.
  • Imparcialidade e objetividade na avaliação de argumentos.
  • Honestidade ao encarar seus próprios preconceitos e inclinações.
  • Prudência ao fazer, alterar ou suspender julgamentos.
  • Disposição para reconsiderar e rever pontos de vista quando uma reflexão honesta recomenda mudança.
  • Confiança nas suas habilidades de raciocínio.
Pratique o que você aprendeu sobre pensamento crítico
Algumas sugestões para você exercitar suas habilidades e atitudes de pensador crítico e praticar as técnicas apresentadas nos três artigos anteriores:
  • Ler ou reler algum dos vários livros sobre O Segredo e As Leis da Atração.
  • Reler o livro de algum guru de auto-ajuda ou qualquer texto polêmico que tenha te impressionado recentemente.
  • Ver ou rever o filme Uma Verdade Inconveniente de Al Gore.
  • Ler artigos com opiniões divergentes sobre as causas e conseqüências do aquecimento global.
Em que suposições se baseiam os argumentos dessas obras? Que evidências são apresentadas para suportar as suposições? Qual a credibilidade dos diversos testemunhos apresentados? Quem são essas pessoas? Por que acreditar em seus testemunhos?
Termino esta série com uma frase do filósofo inglês Bertrand Russel:
Em todos os assuntos, é sempre saudável colocar um ponto de interrogação naquelas coisas que você há muito tempo tem considerado como certas.

 FONTE: http://criatividadeaplicada.com/2009/08/03/as-habilidades-e-atitudes-do-pensador-critico/

Nenhum comentário: